quarta-feira, 11 de março de 2015

A terrível impostura

.









Thierry Meyssan foi dos primeiros autores a por em questão a versão oficial dos atentados do 11 de setembro 2001 nos Estados Unidos. Em 2002 escreve "A terrível impostura", onde defende a tese de que esses atentados foram um acto de terrorismo interno e não fruto de uma conspiração externa.


Neste pequeno livro, Thierry Meyssan analisas as contradições dos relatos oficiais e tenta demonstrar que tudo não passou de  uma montagem, orquestrada por uma facção do poder da indústria militar, para legitimar a guerra contra "o eixo do mal".


Descreve em particular a impossibilidade que um Boeing 707 tinha atingido o Pentágono.










Uns meses mais tarde, Thierry Messan escreve "O Pentagate" onde relata a impossibilidade que um avião tenha entrado no espaço aéreo do Pentágono sem ser abatido pelos mísseis que protegem o edifício.


Publicando as várias fotografias difundidas nos dias que seguiram o atentado ao Pentágono, refere que os estragos causados ao edifício não podem ter sido provocados por um avião, mas sim por um míssil.








Finalmente para quem estiver interessado no contraditório, Guillaume Dasquié e Jean Guisnel escreveram pouco tempo depois, um livro onde tentam desmontar todas as teses de Thierry Mayssan: "L'effroyable mensonge" (A terrível mentira).


Neste pequeno livro superficial e pouco convincente, explicam o facto do buraco produzido pelo impacto sobre o Pentágono ser mais pequeno do que seria de esperar e tentam provar que tudo o que foi escrito por Meyssan não é mais do que uma teoria da conspiração.







.




Sem comentários:

Enviar um comentário