sábado, 28 de fevereiro de 2015

Climat de panique

.











Dados científicos mal interpretados, estudos tendenciosos, políticos poucos escrupulosos, interesses económicos gigantescos, politicas geo-estratégicas bem definidas...e se o aquecimento global em que acredita piamente não passasse de um mito?



Desde a antiguidade que prever o tempo sempre foi um sonho de todas as civilizações. Hoje com os progressos científicos podemos prever com segurança o tempo que iremos ter nos próximos 3 dias e actualmente com os computadores e os satélites podemos ter alguma ideia da tendência que esse terá nos próximos 15 dias. A partir daí qualquer previsão revela mais da astrologia do que da ciência.


As previsões catastróficas de um aquecimento global são baseadas em modelos computacionais nos quais são introduzidos os vários parâmetros que se julgam, com base nos conhecimentos actuais, serem susceptíveis poderam modificar globalmente o clima.


Há uns 15 anos atrás um grupo de cientistas descobriu uma relação estreita entre os níveis de dióxido de carbono e a temperatura média terrestre. Como a actividade humana era responsável pela emissão cada vez maior desse gás concluíram que havia uma correlação directa entre essas duas medições.


Este livro de Yves Lenoir, que tem um titulo muito bem escolhido: "Clima de Pânico". É um livro que não é fácil de ler, por ser massudo, com muito dados científicos, alguns dos quais nem sempre exactos. Tem a vantagem de dar uma volta mais ou menos completa aos vários parâmetros climáticos e de mostrar que um certo grau de efeito de estufa é necessário e até benéficos para a vida na Terra.







.

2 comentários:

  1. Ocorre-me que sempre que um dado é registado para avaliar com comportamento anómalo, refere-se com frequência que há n anos que não acontecia. Fico tranquilo. Deixarei de ficar quando se afirmar: "não há registo de alguma vez ter acontecido"

    Ñão sei se o livro fala das tretas de Gerd Leipold,que, em Agosto de 2009, admitiu em entrevista durante o programa “Hardtalk” – também na BBC – manipular e divulgar dados falsos sobre o aquecimento global, sob a desculpa de, sendo o Greenpeace uma instituição que faz pressão, “tem de colocar emoção” nas informações que divulgam…

    http://conversavinagrada.blogspot.pt/2010/06/dia-mundial-do-ambiente-o-greenpeace-e.html

    ResponderEliminar
  2. De referir que actualmente, por falta de provas, já não se fala em "aquecimento global" mas sim de "alterações climáticas"...

    ResponderEliminar